20 abril 2016

Que país é esse? Uma reflexão sobre a atual situação política brasileira.

Como já dizia a música do grupo Legião Urbana, "que país é esse?". Não sou jornalista, nem escritor, sou um estudante que coincidentemente não faz faculdade de jornalismo, que assim como milhões de brasileiros está indignado com a atual situação política do país! Esse texto é uma reflexão feita por mim que há muito tempo estava querendo escrever algo do tipo relacionado a situação política do nosso país. E eis que após a votação na câmara dos deputados sobre o impeachment da presidente, veio a inspiração que precisava para elaborar essa reflexão.

Bem, como já disse anteriormente, eu assim como, todo brasileiro, ou pelo menos, a maioria. Estou indignado com corrupção arreganhada e escancarada que está aí exposta para todos verem, só nao vê quem não quer. Não estou aqui defendendo o partido A, B,C X, Y ou Z, muito pelo contrário, estou aqui para exigir punição a todos os políticos os quais estejam envolvidos em escandâlos de corrupção e que seja provado sua participação, independente de partido.

Não sou um conhecedor a fundo das leis do nosso país, mas, até onde sei o processo de impeachment de um político está assegurado na constituição federal, no entanto, como falei não conheço a fundo as leis do nosso país, não sabendo, portanto, quais sao os crimes que nesse caso validam um processo de impeachment de um político. Não sabendo, portanto, se o que está acontecendo com a atual presidente é de fato legal. E até onde sei e consigo entender, um pedido/processo de impeachment de um político, seja ele de qual partido for e de qual esfera dos três governos ele seja, isso não é um golpe como muitos dizem, pois, é algo que está na constituição do nosso país, sendo portanto, algo legal. Golpe para mim, foi o que Getúlio Vargas ou os militares fizeram ao assumir o comando do país do dia para noite sem a população saber.

Antes que comecem a falar que sou a favor desse ou daquele político ou partido, quero reiterar que não estou aqui defendendo nenhum político ou partido, estou apenas expressando a minha opinião de brasileiro que está chocado e inconformado com a situação que esse país está vivendo. Como cheguei a comentar com a minha mãe, logo que, as manifestações começaram a ficar mais fortes e a serem mais frequentes, que essa situação me lembrava as diretas já, movimentos contra a ditadura militar, enfim, movimentos sociais que ocorreram no nosso país contra o governo. Dando continuidade a isso, comentei com a minha mãe que eu não esperava viver esse tipo de situação, movimento contra o governo, que é engraçado você estudar nos livros de história do Brasil todos esses movimentos sociais contra os mais variados governos que já tivemos nesse país, sabendo que, seus pais, tios, avós fizeram parte desses movimentos para tentar mudar o rumo desse país e que agora é você que poderá fazer a diferença e que daqui a alguns anos isso tudo que está ocorrendo no país estará nos livros de história do Brasil, em que seus filhos, netos irão estudar e você poderá falar "eu participei desse momento", "eu estive lá".

Como vejo em comentários nas redes sociais, conversas entre amigos, enfim, o pessoal comentando que se a Dilma sair quem assume a presidência é o Temer e consequentemente quem assume a vice-presidência é o Cunha e que eles são corruptos, réus, que o país vai piorar com eles no poder, enfim, como falei não estou aqui para defender ninguém, seja ele um político ou partido. Concordo que talvez e muito provavelmente esses dois não sejam a melhor opção para assumirem o poder caso venha a ocorrer o impeachment da atual presidente, mas é o que teremos para agora. E caso tudo isso ocorra, no meu modo de ver para que tudo ocorra da melhor forma possivel para o país é a convocação de novas eleições, isso é, se o Temer tiver bom senso e tempo hábil para tal. E antes que eu me esqueça, aqueles que falam do Temer, mas que votaram na atual presidente, não se esqueçam que que colocou ele nessa posição de poder assumir a presidência da república caso ocorra o impeachment da presidente foram vocês. Pois vocês, não votaram só na Dilma ou só no Temer, vocês votaram na coligação PT/PMDB e não somente no político.

E em relação a votação na câmara dos deputados de abertura ou não do processo de impeachment da presidente, eu, assim como, a maioria dos brasileiros, acompanhei a votação e posso dizer que me senti envergonhado pelo que vi, e não estou falando do resultado da votação, que para mim nesse momento foi o de menos, pois, ainda tem muita água para rolar debaixo da ponte, mas sim, senti vergonha da palhaçada que é a nossa câmara dos deputados, pois, supostamente os "nossos" representantes transformaram algo que era para ser sério em uma verdadeira baderna, circo, carnaval ou qualquer outro adjetivo que prefiram dar a isso.

Reintero que não estou defendendo partido ou político, estou apenas fazendo uma reflexão e expondo a minha opinião a respeito do momento turbulento a qual a política brasileira passa. E quero deixar aqui novamente o meu desejo de que todos os políticos envolvidos em algum tipo de escândalo de corrupção seja punido, independente de partido, cargo e esfera governamental. Pois, afinal, a justiça é para todos ou não? E todos nós não somos iguais, perante a lei, de acordo com a constituição? Então, porque ter privilégios para os políticos?

E para encerrar, uma coisa que acho engraçado é as pessoas pró-impeachment e pró-governo se xingando pelas redes sociais (principalmente) de "coxinha" entre outros "elogios" de ambos os lados (direita ou esquerda). E o mais incrível que quem começou com essa história, infelizmente, foram os políticos, justamente as pessoas que deveriam dar um bom exemplo ao povo brasileiro.

Autor: Henrique Soares

Nenhum comentário: