19 maio 2018

Copa da Alemanha 2017/18: Eintracht Frankfurt vence o Bayern de Munique por 3 a 1 e conquista o título da Copa da Alemanha

Não, a Alemanha não pertence ao Bayern de Munique. Enganou-se profundamente quem acreditou que o clube, hexacampeão da Bundesliga, fosse faturar a Copa da Alemanha com facilidade neste sábado. Do outro lado, estava o mais que centenário e igualmente tradicional Eintracht Frankfurt. Time do atacante Rebic, croata que vai para a Copa do Mundo na Rússia e que marcou dois gols na vitória por 3 a 1 no Estádio Olímpico de Berlim - Gacinovic fechou a tampa do caixão no último lance, enquanto Lewandowski descontou para os bávaros. Time também do técnico Niko Kovac, que, oras, está acertado justamente para assumir o Bayern na próxima temporada. Mas que não alivou para a futura equipe e foi às lágrimas ao conquistar o título que não vinha há 30 anos.

O placar de 3 a 1 não relata o sofrimento que foi a partida. Para os dois lados, diga-se de passagem. Na reta final, quando o placar apontava 2 a 1, o Bayern tentava de todas as maneiras empatar, enquanto o Frankfurt se defendia. Num bate-rebate dentro da área já nos acréscimos, Martínez caiu depois de um toque de Boateng, e o árbitro precisou consultou o vídeo para saber se foi pênalti ou não. Momentos de tensão... mas ele deu apenas o escanteio. Logo a seguir, a bola foi levantada na área, a defesa do Frankfurt afastou, Gacinovic ficou com ela e carregou até o gol vazio do Bayern - Ulreich tinha ido para a área.

Niko Kovac, 46 anos, será o treinador do Bayern de Munique na próxima temporada. Mas não antes de conquistar o título mais importante do Eintracht Frankfurt nos últimos anos - o clube não vencia a Copa da Alemanha desde 1988. O croata vibrou do início ao fim do jogo e, com o gol de Gacinovic no último lance, foi flagrado às lágrimas na área técnica.

No mesmo grupo de Argentina, Islândia e Nigéria na Copa do Mundo, a Croácia tem um atacante que promete dar trabalho. Ante Rebic, de 24 anos, foi o cara do título do Frankfurt neste sábado. No primeiro gol, na bobeada de James Rodríguez, mostrou velocidade e poder de finalização. No segundo, apostou corrida com os dois zagueiros do Bayern e deu um toque de categoria na saída de Ulreich.

Jupp Heynckes se tornou neste sábado o segundo técnico com mais partidas na Copa da Alemanha, com 77 - está atrás apenas de Otto Rehhagel, que tem 92. Com o acerto de Niko Kovac com o Bayern para a próxima temporada, ele fazia seu último jogo no comando da equipe. Não sabemos sequer o que ele fará em seguida, se continuará ou não atuando como técnico aos 73 anos. Apesar da perda do título, o sentimento do torcedor bávaro certamente é de gratidão pelo treinador, que abriu mão da aposentadoria para assumir a equipe em meio a uma crise e a levou ao hexacampeonato alemão.

Jogadores do Eintracht Frankfurt comemoram o título da Copa da Alemanha 2017/18!!!

Parabéns ao Eintracht Frankfurt pela conquista da Copa da Alemanha 2017/18!!!

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

Copa da Inglaterra 2017/18: Chelsea vence o Manchester United por 1 a 0 e conquista seu oitavo título da Copa da Inglaterra

A decisão da Copa da Inglaterra deste ano contou com dois grandes times em busca de uma espécie de redenção. Chelsea e Manchester United entraram em campo com a missão de salvar a temporada com pelo menos um título. Melhor para o Chelsea, que precisava mais. Fora da Liga dos Campeões do ano que vem, após um quinto lugar na Premier League, o Chelsea conquistou a FA Cup ao vencer o United por 1 a 0, com o gol de pênalti de Hazard, ainda no primeiro tempo.

PRIMEIRO TEMPO

Na etapa inicial, o Manchester United teve maior posse de bola, mas não criou nenhuma chance de gol significativa. Na verdade, nem acertou a meta de Courtois. Por outro lado, o Chelsea chegou duas vezes, ambas com Hazard. Na primeira, De Gea tirou com os pés. Na segunda, o belga sofreu pênalti de Jones. Na cobrança, bateu com categoria.

SEGUNDO TEMPO

O Manchester United foi muito superior na etapa final, em comparação ao seu rendimento nos primeiros 45 minutos e ao Chelsea. Foram 18 finalizações, mas apenas cinco acertaram o gol adversário. Nenhuma delas rendeu um gol. A melhor oportunidade foi numa cabeçada de Pogba, mas o francês mandou a bola para fora.

No dia em que completou 300 jogos pelo Chelsea, o meia belga Eden Hazard marcou de pênalti o gol da vitória em cima do Manchester United, na final da Copa da Inglaterra.

José Mourinho e Antonio Conte protagonizaram nos últimos tempos uma grande rivalidade, com direio a trocas de farpas públicas. Neste sábado, quem se deu melhor foi o técnico italiano, que não está garantido no Chelsea no ano que vem.


Jogadores do Chelsea comemoram o título da Copa da Inglaterra 2017/18!!!! Essa é a oitava conquista do clube na competição! (Foto: REUTERS/David Klein)


Parabéns ao Chelsea pela conquista da Copa da Inglaterra 2017/18!!!

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

17 maio 2018

Taça Libertadores 2018: Corinthians goleia o Deportivo Lara e confirma a classificação para a próxima fase da competição

Com três gols de Jadson e dois de Júnior Dutra, o Corinthians venceu o Deportivo Lara por 7 a 2 na noite desta quinta-feira, no estádio Metropolitano, em Cabudare, e garantiu a classificação para as oitavas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência. Sidcley e Romero – um golaço de voleio, o quinto da partida – completaram a goleada corintiana na Venezuela.

PRIMEIRO TEMPO

O Lara foi ao ataque nos primeiro minutos. Reyes finalizou três vezes, a mais perigosa aos 9. No minuto seguinte, Pedrinho puxou contra-ataque, e Jadson abriu o placar para o Corinthians (0x1), que passou a controlar a partida. Aos 31, após pênalti sofrido por Rodriguinho, Jadson aumentou a vantagem (0x2). Mas o Timão parou e voltou a ser pressionado nos últimos dez minutos. Aos 45, Reyes recolocou os donos da casa no jogo (1x2).

SEGUNDO TEMPO

Antes que pudesse correr qualquer risco na etapa final, o Corinthians fez o seu terceiro gol logo aos 6 minutos, novamente com Jadson (1x3). E o jogo perdeu ritmo, até por causa do mau comportamento de parte da torcida venezuelana. Aos 25, Sidcley aumentou ainda mais a vantagem alvinegra (1x4). Nem o gol de Jesús Hernández para o Lara, aos 32 (2x4), colocou em risco a classificação brasileira, já que Romero, aos 40, e Junior Dutra, aos 54 e 56, deram números finais ao placar (2x7).

A última rodada do Grupo 7 acontece na próxima quinta-feira: em sua arena, o Corinthians recebe o Millonarios, que também nesta quinta, na Colômbia, empatou em 1 a 1 com o Independiente; ao mesmo tempo, o time argentino enfrenta o Lara em Avellaneda.

Para confirmar a primeira colocação do grupo, o Corinthians joga por um empate contra o Millonarios – até um derrota, dependendo do placar, pode servir para o Timão.

No domingo, às 16h (de Brasília), o Corinthians enfrenta o Sport na Arena de Pernambuco pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Ao deixar a Venezuela para voltar ao Brasil, a delegação alvinegra vai direto para Recife, onde desembarca na noite de sexta-feira.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

Copa do Brasil 2018: Santos perde para o Luverdense por 2 a 1, mas, está classificado para a próxima fase graças a goleada do primeiro jogo

O Santos está nas quartas de final da Copa do Brasil. Com o time praticamente todo reserva após golear por 5 a 1, na Vila Belmiro, o Peixe perdeu por 2 a 1 de virada para o Luverdense, nesta quinta-feira, em Lucas do Rio Verde-MT, e avançou no saldo de gols. O placar agregado foi de 6 a 3 para os paulistas.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar da enorme vantagem e de jogar com apenas dois titulares (Vanderlei e Jean Mota), o Santos dominou o início do primeiro tempo e não demorou para diminuir ainda mais a esperança do Luverdense. Aos 15 minutos, Paulinho fez contra após cruzamento de Daniel Guedes pelo lado esquerdo.

O placar favorável fez o Santos diminuir o ritmo. O Peixe passou a esperar os contra-ataques e permitiu que o Luverdense crescesse. Paulo Renê, aos 31, aproveitou bola cruzada por Paulinho e escorregão de Gustavo Henrique na área para empatar.

SEGUNDO TEMPO

A vantagem ainda era enorme, mas o Luverdense assustou o Santos no segundo tempo. Em ritmo lento, o Peixe foi dominado. Itaqui virou o jogo em bela cobrança de falta logo no primeiro minuto. Logo em seguida, Vanderlei evitou o terceiro em chute de Lucas Braga, e Paulo Renê desperdiçou boa chance na pequena área.

Mas o que parecia uma grande pressão não se confirmou. Com o passar do tempo, o Santos esfriou a reação adversária e passou a ficar mais tempo com a bola. Jair colocou Vitor Bueno e Eduardo Sasha nas vagas de Vecchio e Copete, respectivamente.

O Peixe só assustou aos 43. Vitor Bueno parou em ótima defesa de Diogo Silva. No rebote, Yuri Alberto perdeu grande oportunidade para empatar. Nos acréscimos, Vanderlei fez duas lindas defesas para impedir uma derrota por placar mais amplo.

Os confrontos das quartas serão disputados somente após a Copa do Mundo – a CBF vai definir as datas e os duelos em sorteio ainda não marcado. Pelo Brasileirão, o Santos faz o clássico contra o São Paulo, domingo, às 16h, no Morumbi. O Luverdense enfrenta o Tupi, no mesmo dia e horário, em Juiz de Fora-MG, pela Série C.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

Taça Libertadores 2018: Flamengo vence o Emelec por 2 a 0 e garante vaga na próxima fase da competição

Depois de eliminações na 1ª fase nas três últimas participações na Libertadores, o Flamengo avançou às oitavas de final da competição pela primeira vez desde 2010. E a vaga veio com uma rodada de antecipação, graças à vitória por 2 a 0 sobre o Emelec, no Maracanã, com dois gols de Éverton Ribeiro.

1º TEMPO

O jogo começou franco, com ambas as equipes se lançando para frente e dando margens para contra-ataques. A primeira chance foi do Fla, com Vinicius Jr., aos 5 minutos. O Emelec respondeu logo depois, em chute de Preciado que explodiu na zaga.

A partir daí, o Rubro-Negro assumiu o controle da partida. E chegou com perigo três vezes em sequência: em cabeceio de Juan aos 23, que Dreer espalmou para o travessão, em chute de Éverton Ribeiro para fora aos 24 e em chute fraco de Dourado aos 25. Nos minutos finais, Juan cabeceou mais uma bola na trave.

O time equatoriano só voltou a ameaçar aos 45, em cruzamento de Lastra, que Rever cortou mal e Diego Alves precisou jogar para fora. No lance, Juan sentiu, foi substituído e o árbitro encerrou a etapa antes da cobrança de escanteio.

2º TEMPO

O Fla tirou o zero do placar logo no início da segunda etapa. Renê tabelou com Vinicius Jr. e tocou para trás, Diego chutou e Dreer defendeu. No rebote, Éverton Ribeiro mandou para o fundo das redes. E seguiu no controle do jogo. Dando espaço para o Emelec apenas aos 11, em chute de Luna.

O Rubro-Negro ameaçou mais duas vezes, em bomba de Rodinei e chute de Dourado, ambos interceptados pela defesa. Aos 32, Vinicius Junior desperdiçou a chance mais clara. A defesa do Emelec recuou errado, e o atacante do Fla demorou a perceber que não estava em condição de impedimento.

Os equatorianos deram um susto aos 39, em chute de Preciado e rebote de Lastra. Aos 46, Éverton Ribeiro, de novo, em linda cobrança de falta, espantou qualquer chance de o fantasma da 1ª fase voltar a assombrar o Fla.

Éverton Ribeiro foi o herói da classificação. O meia foi o melhor do Flamengo na partida e marcou os dois gols da vitória. No primeiro, pegou rebote e afundou as redes. No segundo, cobrou falta colocada, sem chances para o goleiro Dreer. Nas comemorações, homenageou o nascimento do filho Augusto, colocando o dedo na boca simulando uma chupeta.

O jogo marcou o reencontro do Rubro-Negro com sua torcida na competição. Nas duas primeiras rodadas com mando de campo, a equipe jogou com portões fechados para cumprir suspensão pela confusão na final da Sul-Americana. Nesta quarta, foram 36.754 pagantes e 40.390 presentes no Maraca.

Com a vitória, o Flamengo chegou a 9 pontos e segue em segundo lugar no Grupo 4. Na próxima quarta-feira, decidirá contra o River Plate, na Argentina, a liderança do grupo e a vantagem de fechar em casa o confronto das oitavas de final.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

Copa do Brasil 2018: Após empate em 0 a 0 no tempo normal, Chapecoence vence nos pênaltis o Atlético-MG e segue na competição

A partida em Chapecó não foi um primor na parte técnica e tática, mas com disposição de sobra para Chapecoense e Atlético-MG. Quem vencesse classificaria no tempo normal, mas os dois times demoraram a buscar o gol. As melhores chances foram criadas na segunda etapa, quando os goleiros apareceram e evitaram os gols, levando a decisão para as penalidades. Ricardo Oliveira começou errando para o Galo, e Róger Guedes também errou a sua cobrança. Do lado da Chape, apenas Bruno Pacheco errou, e Thyere colocou o time catarinense nas quartas de final.

PRIMEIRA ETAPA

Assim como nos 90 minutos disputados em Belo Horizonte, o Atlético-MG teve maior controle do jogo, mas não conseguiu criar chances. Mesmo jogando em casa, a Chapecoense preocupou mais em marcar e só levou perigo nas bolas áreas. E foi em uma delas que quase abriu o placar, com Wellington Paulista, que parou em grande defesa de Victor, já nos acréscimos.

SEGUNDO TEMPO

Precisando de um gol para classificar, os dois times aumentaram o nível ofensivo e deram trabalho para os goleiros. As mexidas dos dois treinadores melhoraram os times. Jandrei parou o ataque do Galo em chutes de Cazares, enquanto Victor defendeu as boas chances criadas por Canteros. No fim, Fábio Santos ainda foi expulso, deixando o Galo sem o seu principal batedor para a disputa de pênaltis.

PENALIDADES

Nas cobranças da marca da cal, Jandrei começou defendendo o chute de Ricardo Oliveira. Com a mira calibrada, a Chapecoense só perdeu a quarta cobrança, quando o placar estava 3 a 2, mas Bruno Pacheco também perdeu. Na última penalidade, Rafael Thyere fez 4 a 3 e classificou a Chape.

Eliminado após quatro fases, o Atlético-MG deu adeus a disputa. Já a Chapecoense espera sorteio para saber quem vai enfrentar nas quartas de final da competição, que será disputada após a pausa da Copa do Mundo.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

16 maio 2018

Liga Europa 2017/18: Atlético de Madrid vence o Olympique de Marseille e conquista o tricampeonato da competição

Em Lyon diante de um adversário francês, coube a um jogador da "casa" decidir a Liga Europa para... um time espanhol. Griezmann foi o grande nome da vitória do Atlético de Madrid por 3 a 0 sobre o Olympique, nesta quarta-feira, que valeu o terceiro título da competição continental para os colchoneros. Nascido nos arredores de Lyon, o atacante da seleção francesa marcou dois gols e ainda colaborou de forma decisiva para Gabi fechar a conta. O time de Marselha não foi páreo para o Atleti e amargou seu terceiro vice na Europa League.

Enquanto os franceses seguem sem uma grande conquista neste século, os espanhóis mantêm seu domínio total na Europa. Desde 2014, times do país ibéricos venceram todas as competições continentais possíveis, com exceção do título do Manchester United na Liga Europa no ano passado. Foram 18 títulos de 28 possíveis ao longo dos últimos 10 anos (que podem virar 20 em 30 se o Real levar a Liga dos Campeões).

A Espanha amplia sua vantagem em número de títulos de Liga Europa. São 11 contra 9 da Itália, 8 da Inglaterra, 6 da Alemanha... a França segue sem nenhum. Desses 11, o Sevilla, maior campeão do torneio, levantou a taça 5 vezes. O Atlético é, ao lado de Juventus, Inter de Milão e Liverpool, o segundo time que mais venceu a competição - todos com 3 conquistas.

OS 90 MINUTOS

Com mais posse de bola (54%), o Olympique foi melhor apenas nos 20 primeiros minutos e teve lá suas chances. Só que, aos 20, Anguissa errou na saída de bola e entregou o ouro para Griezmann abrir o placar (foto). O primeiro tempo seguiu arrastado, mas o Atleti voltou com tudo do intervalo. Não à toa que o francês balançou as redes pela segunda vez logo aos três minutos da etapa final. Poderia ter feito mais na sequência. De qualquer forma, teve bela participação ao lançar para Diego Costa no lance que fechou a conta no placar, após Gabi deixar o seu aos 43.

Único time francês com um título internacional de relevância, a Liga dos Campeões 1992–93, o time de Marselha tem, ao menos, um consolo para o restante da temporada. Como já se classificou para a Champions pelo Campeonato Espanhol, o Atleti abre uma vaga na fase de grupos na próxima edição da competição continental para o terceiro colocado do Francês, que está entre Olympique e Lyon.

Jogadores do Atlético de Madrid comemoram o titulo da Liga Europa 2017/18!!! (foto: twitter oficial do Atlético de Madrid)

Parabéns ao Atlético de Madrid pela conquista do tricampeonato da Liga Europa!!!!

Fonte: globoesporte.com

Leia Mais »

Taça Libertadores 2018: Grêmio vence o Monagas e garante a classificação para a próxima fase

Não foi uma partida de luxo, um grande jogo em Maturín. Foi dentro do possível, em um campo acidentado, sem as melhores condições. E com muita emoção. Com gol de pênalti aos 51 minutos da etapa final, o Grêmio venceu o Monagas por 2 a 1 em Maturín, na Venezuela, e garantiu a vaga nas oitavas de final da Libertadores de maneira antecipada. O fim da partida foi cheio de reviravoltas: Kannemann anotou contra para os venezuelanos aos 46, mas Cícero foi derrubado dentro da área no minuto seguinte. Coube a Jailson anotar o gol da vitória - Ramiro abrira o placar em chute despretensioso.

PRIMEIRO TEMPO

Com reservas, o Grêmio encontrou dificuldades para encontrar espaços na defesa do Monagas. É verdade que também cedeu poucos - o time venezuelano desperdiçou uma chance solitária no fim da etapa inicial. O gramado prejudicou o toque de bola gremista, mesmo sem todos os titulares. Cícero conseguiu acertar a trave em cobrança de falta, mas a melhor chance ficou nos pés de Alisson, quase na pequena área. O meia-atacante, por sinal, foi personagem também por logo depois sentir dores na coxa esquerda e precisar ser substituído.

SEGUNDO TEMPO


Em noite pouco inspirada, o Grêmio chegou ao seu gol após uma mudança de Renato. Ramiro passou a ser lateral com a saída de Madson para a entrada de Lima. Ao avançar livre de trás, o camisa 17 arriscou de longe, em chute fraco, rasteiro, despretensioso. O goleiro Baroja aceitou e o placar parecia definido. Parecia. Aos 46 minutos, Luís González conseguiu driblar Ramiro e cruzou. Kannemann desviou contra o próprio patrimônio. A situação parecia liquidada. Mas em cruzamento de Cortez, Cícero foi derrubado na área aos 47, e Jailson enfim deu a vitória para o Tricolor, aos 51.

O jogo se definiu nos últimos cinco minutos. Quando tudo parecia encerrado, González entrou na área à dribles e cruzou. Kannemann acabou por desviar contra o próprio gol. O empate complicaria muito a vida do Grêmio dentro do Grupo 1. Mas no apagar das luzes, Cícero foi derrubado na área, em lance ganho pelo alto por Cortez. Coube a Jailson a responsabilidade de garantir os três pontos, a classificação e uma situação favorável para ser o primeiro do Grupo 1.

Com a vitória, o Grêmio está classificado às oitavas de final ao chegar aos 11 pontos e agora decide a vaga de primeiro na última rodada. Na última rodada do Grupo 1, o Tricolor enfrentará o Defensor, na Arena, na próxima quarta, às 19h15, enquanto o Cerro recebe o Monagas no Paraguai, no mesmo dia e horário. Venezuelanos e uruguaios disputam a vaga para a Sul-Americana.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

15 maio 2018

Campeonato Italiano 2017/18: Juventus e Roma empatam, e a equipe de Turim conquista o sétimo título seguido da competição

Bastava um ponto. Com essa vantagem em mãos, a Juventus não quis se arriscar. Encarou um Estádio Olímpico lotado, segurou a Roma e garantiu empate por 0 a 0 neste domingo, pela penúltima rodada, para levantar a taça. A equipe de Massimiliano Allegri chega aos 92 pontos e não pode mais ser alcançada pelo Napoli, que só irá aos 91. A Velha Senhora conquista o inédito sétimo título seguido, o 34º de sua história.

OS 90 MINUTOS

Valia o título para a Juve e a vaga na Liga dos Campeões para a Roma. Mas o empate bastava aos dois. Por isso mesmo, os dois times pouco se arriscaram. Especialmente a Velha Senhora. A equipe de Massimiliano Allegri priorizou a posse de bola, várias trocas de passes para controlar o jogo. Szczesny e Alisson saíram de campo sem defesas difíceis. No início da segunda etapa, Dybala chegou a balançar as redes, mas estava em posição de impedimento. Nainggolan foi expulso após levar o segundo amarelo, aos 22 do segundo tempo, e ajudou a Juventus a ter ainda mais o controle do jogo e assegurar o 0 a 0 e o título.

A Juventus chegou aos 92 pontos e garantiu a primeira posição do Campeonato Italiano. Ainda não conseguirá superar a campanha recorde do torneio, de 2013/14, quando fez 102 pontos. O Napoli, que venceu o Genoa por 2 a 0, chegou aos 88. A um jogo do fim, os napolitanos só podem chegar aos 91 e não alcançam mais a Velha Senhora. A Roma tem 74, em terceiro, e assegurou vaga na Liga dos Campeões da próxima temporada. Na última rodada, a Juventus recebe o Hellas Verona, e a Roma visita o Sassuolo.

A Juve chega ao seu 34º título na história, o sétimo seguido. Amplia o seu domínio na Itália e fica ainda mais longe dos demais rivais na tabela dos vencedores da competição. A Inter, com 16 conquistas, e o Milan, com 15, vêm em seguida. Massimiliano Allegri, por sua vez, se torna o primeiro técnico campeão quatro vezes seguidas da competição. Buffon tornou-se o primeiro jogador campeão nove vezes do Scudetto!

(Imagem: twitter oficial da Juventus)

Parabéns a Juventus pela conquista do Campeonato Italiano 2017/18!!!

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

10 maio 2018

Copa Sul-americana 2018: Atlético-PR perde para o Newell´s Old Boys, mas, se classifica para a segunda fase da competição

Não foi aquela tranquilidade do primeiro jogo, mas o Atlético-PR saiu com a classificação de Rosário, na Argentina, mesmo perdendo de 2 a 1 para o Newell's Old Boys, nesta quinta, pela primeira fase da Sul-Americana. O jogo vinha de um placar de 2 a 0 para o time argentino até os 40 minutos do segundo tempo, quando Nikão fez o gol do alívio e que reforçou a classificação. Com os 3 a 0 do primeiro jogo, e gol qualificado fora de casa, o Newell's teria pouco mais de cinco minutos para fazer três gols. Não foi possível, mas a equipe argentina lutou até o apito final.

PRIMEIRO TEMPO

Com muita chuva e campo pesado, o Atlético-PR tomou alguns sustos no início do jogo com a pressão do Newell's Old Boys. O time argentino foi no embalo da torcida, achou alguma chances, enquanto o Atlético-PR segurava o jogo para evitar novas ações. A partida foi encaminhada com certa tranquilidade até que o fenômeno Luis Leal aparecesse aos 36 minutos. Ele marcou o primeiro gol da equipe em um erro de marcação do Atlético-PR, que o possibilitou de aparecer na frente de todos e bater na saída de Santos. O Atlético-PR tentou a resposta no minuto seguinte, mas Pablo estava em posição de impedimento quando mandou para as redes.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo ficou ainda mais complicado para o Atlético-PR, pois o Newell's veio no ritmo de sua torcida e aumentou a pressão. O goleiro Santos teve que fazer um pequeno milagre já no primeiro minuto de jogo. Na sequência, o Atlético-PR teve um pênalti não marcado, quando o zagueiro argentino colocou a mão na bola, mas Lucho estava impedido. Após o lance, o jogo foi de Leal, que teve duas grandes chances e marcou o seu segundo aos 21 minutos. Precisando de mais um gol para levar para os pênaltis, o Newell's foi todo ataque, e o Atlético-PR todo defesa. Quando tudo parecia se encaminhar para um fim de jogo tenso, Nikão marcou aos 40 minutos e resolveu a classificação. Com o gol qualificado, o Atletico-PR somente perderia a vaga se o Newell's fizesse outros três gols e que não aconteceu até o apito final

Os adversários da próxima fase serão definidos em sorteio. A Sul-Americana terá a inclusão dos desclassificados da Libertadores

A partida pela segunda fasa da Copa Sul-Americana não tem data, mas a previsão é de que aconteça apenas depois da Copa do Mundo, em julho. O Furacão volta a campo neste domingo contra o Atlético-MG, na Arena da Baixada.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »