24 maio 2017

Liga Europa 2016/17: Manchester United vence o Ajax e conquista o título inédito da liga europa

O Manchester United gastou € 105 milhões por Pogba e € 42 milhões por Mkhitaryan. E os dois maiores investimentos do clube justificaram seu valor nesta quarta-feira. O francês contou com um desvio em Sánchez para abrir o placar no primeiro tempo, o armênio ampliou logo no início da segunda etapa, e os Red Devils derrotaram o Ajax por 2 a 0 em Estocolmo para conquistar o inédito título da Liga Europa, o único troféu que faltava em sua história e a terceira taça da temporada. De quebra, garantiu uma vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões e vai disputar a Supercopa da Uefa na próxima temporada.

Maior artilheiro da história do Manchester United, Wayne Rooney disputou sua partida de número 559 com a camisa do time nesta quarta-feira para viver um momento especial. Em meio a rumores de sua saída do clube, o atacante inglês entrou em campo aos 44 do segundo tempo, foi ovacionado pela torcida e imediatamente recebeu a braçadeira de capitão que estava com Valencia. Coube a ele, então, a honra de erguer a taça da Liga Europa.

PRIMEIRO TEMPO

O United começou a partida indo para cima e dando pouco espaço para o Ajax, que só chegou com perigo pela primeira vez aos 14 minutos, em boa jogada de Younes que terminou com chute forte de Traoré defendido por Romero. Mas, três minutos depois, o time de Manchester abriu o placar. Fellaini rolou para Pogba arriscar de fora da área, a bola desviou em Sánchez e enganou Onana. Os holandeses passaram a tocar a bola e, com bem mais posse de bola, chegar mais perto do gol de Romero. Mas foram os ingleses que voltaram a assustar, em chute de Valencia espalmado pelo goleiro.

SEGUNDO TEMPO

A esperança de uma reação do Ajax durou pouco. Logo aos dois minutos do segundo tempo, Mata cobrou escanteio, Smalling cabeceou, e Mkhitaryan deu uma puxeta para fazer 2 a 0. Com a vantagem, José Mourinho fechou bem o time e não deu espaço ao rival. O Manchester teve chances de ampliar, em cabeçada de Fellaini e contra-ataque de Lingard, e David Neres ainda teve grande oportunidade no último lance do jogo, tentando encobrir Romero sem sucesso.

José Mourinho conquistou seu quarto título europeu e se tornou o primeiro técnico a vencer a Liga Europa (Copa da Uefa) mais de uma vez e a Liga dos Campeões mais uma vez:

- Copa da Uefa 2002/03 - Porto
- Liga dos Campeões 2003/04 - Porto
- Liga dos Campeões 2009/10 - Inter de Milão
- Liga Europa 2016/17 - Manchester United

O United teve desfalques importantes para a final da Liga Europa e isso ficou claro na comemoração. Luke Shaw, Rojo e Ashley Young entraram em campo com a ajuda de muletas. Ibrahimovic abandonou a ajuda, mas mancava. Ainda teve a ausência de Bailly, suspenso.

Jogadores do Manchester United com o troféu de campeão da Liga Europa 2016/17!!!

Parabéns ao Manchester United pela conquista da Liga Europa 2016/17!!!!!

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

22 maio 2017

Campeonato Espanhol 2016/17: Real Madrid vence o Málaga na última rodada e conquista o título da competição

Sem conquistar o Campeonato Espanhol desde 2012, o Real Madrid colocou a conquista da liga como um dos principais objetivos da temporada. Talvez por isso não tenha se acomodado com a vantagem de poder empatar com o Málaga neste domingo, na última rodada da competição. Cristiano Ronaldo abriu o placar com menos de dois minutos de jogo, após grande passe de Isco, Keylor Navas fez grandes defesas, Benzema ampliou na segunda etapa em posição irregular, e os merengues venceram por 2 a 0 no estádio La Rosaleda para conquistar a Liga Espanhola pela 33ª vez em sua história.

Quando terminar de comemorar, o Real Madrid começa a se preparar para a final da Liga dos Campeões. O time merengue vai em busca do bicampeonato seguido da competição, o 12º título de sua história, no dia 3 de junho, em Cardiff, no País de Gales. O adversário é a hexacampeã italiana Juventus. Se conquistar a Champions, o Real repete um feito que não acontece desde 1958, com o doblete com título do Espanhol.

O JOGO

O Real Madrid abriu o placar logo aos dois minutos, depois que Luis Hernández cortou mal, e Isco lançou para Cristiano Ronaldo passar por Kameni e tocar para o gol aberto, mas a vida não foi fácil. O Málaga deu muito trabalho para Navas, que chegou a se chocar com a trave após defesa espetacular em cobrança de falta de Sandro Ramírez. Do outro lado, Kameni também aparecia bem e fez defesaça em chute de Sergio Ramos aos 9 do segundo tempo, mas a sobra bateu em Varane e sobrou para Benzema, impedido, fazer o segundo. Os anfitriões chegaram perto na sequência, mas Keko e Camacho desperdiçaram as chances, e o ímpeto diminuiu. O time da casa ainda acertou uma bola no travessão aos 44 da segunda etapa, com Chory Castro, mas não conseguiu diminuir a festa merengue.

Marcelo e Sergio Ramos ganham o Campeonato Espanhol pela quarta vez. Pepe tem três títulos; e Cristiano Ronaldo, Benzema, Morata, Varane e Coentrão são bicampeões.

Parabéns ao Real Madrid pela conquista do Campeonato Espanhol 2016/17!!!!

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

21 maio 2017

Copa Bridgestone Libertadores 2017: Botafogo vence o Atlético Nacional e avança para a próxima fase da competição

O Botafogo é o Rio de Janeiro na Libertadores! Depois de Atlético-MG, Atlético-PR e Santos, o Alvinegro é mais um brasileiro classificado para as oitavas de final. Na noite desta quinta-feira, no Nilton Santos, o mosaico voltou, o espírito de raça outrora sumido retornou, a suada vitória reapareceu. E não foi um triunfo qualquer. Sob a estrela do artilheiro Pimpão, o 1 a 0 eliminando mais um campeão da América, desta vez o atual, o Atlético Nacional da Colômbia, e garantiu ao time de Jair Ventura a vaga com uma rodada de antecedência no grupo da morte. Para quem achava que o Glorioso não passaria pela Pré-Libertadores, o sonho pelo inédito título segue vivo.

Agora classificado, o Botafogo vai a Argentina na próxima quinta-feira para enfrentar o já eliminado Estudiantes, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Ciudad de La Plata. Amistoso de luxo? Não senhor. Vale a liderança do Grupo 1 e a vantagem de decidir em casa no mata-mata das oitavas de final. A disputa vai ser com o Barcelona de Guayaquil, do Equador, que no mesmo dia e horário vai à Colômbia enfrentar o também eliminado Atlético Nacional. O adversário do Alvinegro na próxima fase só será conhecido em sorteio após a rodada final.

1º TEMPO

Não era um simples primeiro tempo. Era um jogo de xadrez com requintes de pressão diplomática. A vitória do Estudiantes, da Argentina, sobre o Barcelona de Guayaquil no Equador deixou brasileiros e colombianos tensos no Nilton Santos. As pernas pareciam tremer na hora de finalizar. Que o diga Roger, que acertou a trave cara a cara com o goleiro logo aos dois minutos. O que explica também os vários passes errados, as raras chances criadas e o placar em branco que estava eliminando o Atlético Nacional e colocando a classificação do Botafogo em risco. Até teve um gol, de Lindoso em bonito chute de fora da área, mas a arbitragem anulou corretamente marcando impedimento de Roger, que havia dado o passe.

2º TEMPO

Era preciso ter paciência. E Jair Ventura teve, manteve a formação e a tática de esperar uma bola para matar o jogo. E ela veio aos 5 minutos. Lindoso deu passe açucarado para Pimpão, que ganhou na velocidade do marcador e bateu cruzado na saída do goleiro. O atacante herói alvinegro na Libertadores ainda teve a chance de fazer mais um logo depois, em ótimo contra-ataque puxado por Emerson Santos, mas desta vez foi atrapalhado na finalização. Guilherme, que entrou no lugar de Roger, arrumou correria e também desperdiçou oportunidade real na área. Por mais um gol, o Botafogo terminaria a rodada na liderança do grupo, mas nenhum alvinegro sentiu falta.

Fonte: globoesporte.com

Leia Mais »

Campeonato Italiano 2016/17: Juventus vence e conquista o hexacampeonato com uma rodada de antecedência

Juve, Juve, Juve, Juve, Juve, Juve... Seis vezes Juve! A Velha Senhora fez o dever de casa com louvor neste domingo, venceu o Crotone por 3 a 0 em sua casa e conquistou o inédito hexacampeonato italiano com uma rodada de antecipação. Mandzukic, Dybala e o brasileiro Alex Sandro marcaram os gols que garantiram, com justiça, o 33º scudetto à Juventus, ampliando a vantagem bianconera na Velha Bota. Milan e Inter, que vêm depois na lista de maiores campeões do país, têm 18 taças, cada.

Após três tropeços seguidos, a Velha Senhora enfim chegou aos 88 pontos que garantem o inédito hexa. O vice Roma tem 84 e não pode mais alcançá-la. Assim, após cumprir tabela com o Bologna fora de casa na última rodada, a Juve vai em busca de um feito ainda maior: a tríplice coroa. Após a Copa da Itália e o Calcio, Daniel Alves e companhia voltam foco total para a final da Liga dos Campeões, contra o Real Madrid, dia 3 de junho, em Cardiff.

Até hoje só Juventus (nos anos 30), Torino (nos anos 40) e Inter (na década passada) tinham conquistado o pentacampeonato italiano. Mas hexa ninguém tinha sido, até a tarde deste domingo. Retrato de um clube que vem mandando e desmandando na Velha Bota nesta década.

E o que falar Daniel Alves? Com mais essa conquista, ele chegou aos 34 títulos na carreira e empatou com o compatriota Maxwell. Agora, se levar a Liga dos Campeões, o lateral brasileiro da Juventus alcançará o recorde de Giggs como dono de maior número de títulos oficiais na história.

Os 90 minutos

A Juve foi melhor do início ao fim, e Buffon praticamente passou o domingo de folga. O primeiro gol, que era questão de tempo, saiu aos 11, após cruzamento de Cuadrado para Mandzukic. Dybala aos 37 acertou cobrança de falta magistral para aumentar a conta.

O jogo (bem como o título) estava na mão da Velha Senhora, que passou a administrar o resultado na segunda etapa. Ainda assim, chegou ao terceiro em cabeçada de Alex Sandro - que precisou de ajuda da tecnologia para terminar em gol. Nos acréscimos, Mandzukic quase fez uma pintura do meio da rua, mas também não fez muita falta. A Juventus é hexa.

Do outro lado da tabela, o Crotone estaciona na 18ª posição, na zona de rebaixamento, com 31 pontos. Mas, com a derrota do Empoli em casa para o Atalanta, a briga contra a degola está aberta. Com a diferença de um ponto, os dois times definirão na última rodada o terceiro rebaixado - Palermo e Pescara já caíram. Na parte de cima da tabela, o Milan venceu o Bologna e assegurou vaga na próxima edição da Liga Europa.

Jogadores da Juventus com o título do campeonato Italiano 2016/17!!!

Parabéns a Juventus pela conquista do hexacampeonato italiano 2016/17!!!

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

18 maio 2017

Copa Bridgestone Libertadores 2017: Atlético-PR vence o Universidad Católica, fora de casa, e avança na competição

Em um dos jogos mais emocionantes da sua história, o Atlético-PR bateu a Universidad Católica e garantiu vaga nas oitavas de final da Libertadores. O Furacão saiu atrás, virou, levou o empate, mas, aos 41 do segundo tempo, chegou ao gol da vitória - 3 a 2. Santiago Silva e Noir marcaram os gols da equipe chilena. Eduardo da Silva, Douglas Coutinho e Carlos Alberto, que saíram do banco, garantiram o resultado positivo em jogo disputado na noite desta quarta-feira, no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago.

Primeiro Tempo

O Atlético-PR conseguiu conter a pressão da Universidad Católica no início. Os chilenos apostavam em jogadas pelo lado de Sidcley, mas a defesa dava conta do recado. Com isso, o Furacão ganhou confiança e passou a assustar. Grafite parou na marcação, Paulo André errou o alvo, e Nikão viu Toselli fazer difícil defesa. A Católica, então, mostrou a eficácia que Paulo Autuori tanto cobra... Aos 35, Santiago Silva recebeu na entrada da área e bateu de primeira, no cantinho - 1 a 0.

Durante...

Com a vitória parcial do Fla sobre o San Lorenzo, o Atlético-PR precisava apenas empatar. Ele partiu para cima, rondou a área adversária, mas não ameaçou. Autuori, então, colocou Carlos Alberto, Eduardo da Silva e Douglas Coutinho. E deu certo. Carlos cruzou, e Eduardo cabeceou no canto - 1 a 1. Porém, no mesmo horário, o San Lorenzo empatou. A partir daí, o jogo virou emoção pura.

... e Depois

O Furacão precisava virar... E virou. Douglas Coutinho arrancou sozinho e bateu na saída do goleiro aos 37. Mas a defesa voltou a falhar. Noir bateu de fora da área e deixou tudo igual aos 39. O time de Autuori partiu para cima e conseguiu o terceiro gol. Carlos Alberto bateu no ângulo e marcou o gol da classificação. 3 a 2 e classificação garantida.

A vitória heróica do Atlético-PR no Chile teve o brilho do banco. Os três gols marcados pela equipe atleticana vieram de jogadores que começaram entre os reservas. Primeiro Eduardo da Silva, de cabeça. Depois, Douglas Coutinho, constante alvo de críticas da torcida, ampliou para o Furacão, após arrancada pela direita. Por fim, Carlos Alberto, nome do jogo, fechou o placar que deu a classificação ao time paranaense.

No outro jogo do grupo, o San Lorenzo venceu o Flamengo por 2 a 1. Com isso, Atlético-PR e San Lorenzo são os grupos classificados do Grupo 4. Os confrontos das oitavas serão definidos por sorteio. Os jogos estão marcados para os dias 5 de julho e 9 de agosto.

Fonte: globoesporte.com


Leia Mais »

Copa Bridgestone Libertadores 2017: San Lorenzo vira para cima do Flamengo e elimina a equipe brasileira da competição

Só uma entre várias combinações de resultados eliminava o Flamengo na fase de grupos da Libertadores. E foi justamente o que aconteceu, com requintes de crueldade, em Buenos Aires. Em uma noite que todo torcedor rubro-negro vai querer esquecer, a equipe do técnico Zé Ricardo foi derrotada por 2 a 1, de virada, e deu adeus pela terceira vez consecutiva ao torneio continental na fase de grupos. A vitória do Atlético-PR sobre o Universidad Católica, no Chile, selou o destino amargo da equipe no Nuevo Gasómetro.

A virada veio apenas aos 47 minutos do segundo tempo. Pouco depois que, no Chile, os Atlético-PR conseguia o gol da vitória. Mesmo com o gol no primeiro tempo, o que se viu em Buenos Aires foi um Flamengo dando campo para o San Lorenzo criar e assustar: acabou punido. Com o resultado, a equipe terminou no terceiro lugar do grupo 4.

Como terminou em terceiro do grupo, o Flamengo vai disputar a Copa Sul-Americana. O time entra na segunda fase da competição e o sorteio do mata-mata acontecerá no dia 2 de junho.

PRIMEIRO TEMPO

Em casa e precisando mais da vitória, o San Lorenzo fez o que se esperava no começo de jogo. Pressionou bastante. Contou com muitas faltas próximas perto da área para assustar, mas ainda não conseguia precisão para fazer valer a iniciativa. O Flamengo ia cortando tudo - com Guerrero ajudando lá atrás. O destaque dos donos da casa foi uma jogada que acabou sobrando com Ortigoza perto área. Ele cruzou da esquerda, e a bola sobrou com Márcio Araújo, que assustou mandando de cabeça por cima do gol de Muralha. Passado o susto, parecia que era a hora de brilhar a estrela de novo Rodinei.

Coube ao personagem dos últimos jogos decisivos para o Flamengo abrir o placar aos 14 minutos. Após escanteio cobrado por Everton, Blandi tirou de cabeça e a bola sobrou para Rodinei. O camisa 2 arriscou de fora e colocou no canto direito do goleiro Navarro: 1 a 0. Precisando reverter o resultado, os argentinos continuaram levando perigo na bola aérea até o fim da etapa. O Fla, através de sua defesa, continuou afastando.

SEGUNDO TEMPO

O San Lorenzo voltaria ainda mais ofensivo para o segundo tempo, e o Flamengo aceitava e chamava o adversário para seu campo de defesa o tempo todo. Inicialmente, os resultados de momento eliminavam os donos da casa. Ortigoza continuava destribuindo as jogadas no ataque e ajudava sua equipe a aparecer com frequência perto ou dentro da área rubro-negro. Esbarravam, até então, no que parecia uma boa noite da dupla Vaz e Réver.

As ofensivas dos argentinos continuavam e acabaram surtindo efeito. Aos 29 da segunda etapa, o San Lorenzo empatou. Após o jovem Matheus Savio afastar a bola de forma errada, Barrios ganhou a jogada e cruzou para o zagueiro Angeleri, livre na área, colocar no canto do goleiro Muralha.

O jogo ganharia contornos mais dramáticos não pelo que acontecia em Buenos Aires, mas sim pelo resultado em Santiago do Chile. Em jogo de cinco gols, o Atlético-PR venceu a Universidad Católica: O Rubro-Negro não poderia mais perder. Aos 44, o primeiro susto, com Muralha fazendo o que poderia ter sido uma importante defesa na cabeçada de Carruzzo. A punição, no entanto, veio aos 47: após nova ofensiva de ataque do time argentino, Belluschi dominou no na área e conseguiu o chutar após bate-rebate na área: era o gol da eliminação.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

Copa Bridgestone Libertadores 2017: Atlético-MG goleia o Godoy Cruz e classifica-se para a próxima fase em primeiro no seu grupo

Com uma atuação de gala no primeiro tempo e em noite inspiradíssima de Cazares, o Atlético-MG não tomou conhecimento do Godoy Cruz-ARG, no Independência. Com uma partida extremamente segura, o Galo fez 4 a 1, passou a equipe argentina na classificação final do Grupo 6 da Libertadores e terminou a fase de grupos na liderança da chave. De quebra, o time alvinegro ainda pode ter a melhor campanha da fase, dependendo de outros resultados.

Logo aos três minutos do primeiro tempo, Cazares abriu o placar. Aos 28, o próprio equatoriano, em bela cobrança de falta, fez 2 a 0. Ainda na primeira etapa, Elias fez 3 a 0. No início do segundo tempo, Fred fez o quarto do Galo. O Godoy Cruz diminuiu com Garro.

PRIMEIRO TEMPO

Pedindo passagem no time titular pelas boas atuações entrando no decorrer do jogo, Cazares mostrou o porquê de o técnico Roger Machado começar com ele logo aos três minutos. Após grande lançamento de Marcos Rocha, o meia tocou por cobertura na saída do goleiro Rodrigo Rey. O show do equatoriano seguiu, saindo dele as principais jogadas do time e também o segundo gol. Com uma cobrança de falta precisa, ele mandou no ângulo e ampliou.

Todas as jogadas ofensivas do Galo passavam pelos pés de Cazares, que aproveitava a grande noite para deitar e rolar na defesa argentina. E foi ele quem iniciou a jogada do terceiro gol, ainda no primeiro tempo. O equatoriano tocou para Robinho, que de primeira viu Elias penetrando e deixou o companheiro na cara do gol. Quarto gol em quatro jogos para o camisa 8, que vive seu melhor momento atuando quase como um ponta.

SEGUNDO TEMPO

Se no primeiro bastaram três minutos para o Galo marcar, o filme se repetiu na segunda etapa. Cazares aproveitou triangulação com Yago e Fred e deu a assistência que deixou o atacante na cara do gol. Ai foi só o camisa 9 escolher o canto e fuzilar, encerrando o jejum de cinco jogos sem marcar.

Com a vantagem, o Galo passou a se preservar em campo. Adilson, foi o primeiro a sair, ainda no intervalo. Logo depois do 4 a 0, Robinho também deixou o campo. Com o ritmo mais lento, o time argentino aproveitou para fazer seu gol de honra, com Garro, aproveitando cruzamento na área e testando firme. Mas ficou nisso. Foi o Atlético-MG quem teve mais chances de fazer o quinto, mas pecou na finalização.

Com a vitória sobre o Godoy Cruz, por 4 a 1, o Galo assumiu a liderança do Grupo 6, com 13 pontos. Agora, o time de Roger Machado aguarda pelo término da fase de grupos e o sorteio para saber qual será o adversário das oitavas de final. O que a equipe sabe é que será um segundo colocado.

As atenções do Galo, agora, se voltam para o Campeonato Brasileiro. No domingo, o Atlético-MG recebe o Fluminense, às 16h (de Brasília), novamente no Independência.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

17 maio 2017

Copa Bridgestone Libertadores 2017: Santos arranca empate, fora de casa, contra o The Stongest e avança na competição

Em uma partida dramática na altitude, o Santos garantiu a classificação para as oitavas de final da Taça Libertadores. Com um jogador a menos desde os 22 minutos do primeiro tempo – Bruno Henrique foi expulso –, o Peixe arrancou um empate por 1 a 1 com o The Strongest, nesta quarta-feira, em La Paz, e assegurou a vaga com uma rodada de antecipação. Chumacero abriu o placar na etapa inicial, e Vitor Bueno empatou na segunda parte. A equipe da casa ainda perdeu um pênalti nos minutos finais – Pablo Escobar bateu por cima.

O resultado no estádio Hernando Siles mantém a equipe dirigida por Dorival Júnior na liderança do Grupo 2, agora com nove pontos. Os bolivianos sobem para oito, em segundo, e disputam a outra vaga com o Santa Fe. Na última rodada, o Santos pega o já eliminado Sporting Cristal, dia 23 de maio, às 21h45, na Vila Belmiro.

90 MINUTOS

Dorival Júnior deixou Ricardo Oliveira fora (ele passou mal) e apostou em um time mais rápido no ataque. Logo aos sete minutos, Hernández foi derrubado na área, mas o árbitro ignorou. A partir disso, os bolivianos passaram a controlar a partida. O Peixe sofreu um duro golpe aos 22. Bruno Henrique, que levou um cartão amarelo por reclamar do pênalti não marcado, foi expulso depois de dar uma solada em Chumacero. Aos 39, o baixinho do The Strongest deixou Cléber e Vanderlei no chão na área e fez um golaço.

O Santos seguiu no segundo tempo com muita dificuldade para atacar e voltou a ser dominado pela equipe da casa. A desvantagem só não aumentou graças a uma grande defesa de Vanderlei e chute de Alonso. Mas o Peixe reagiu na habilidade de Lucas Lima. O meia fez ótima jogada pela direita e cruzou para Vitor Bueno empatar. O fim de jogo foi dramático. Vanderlei, aos 37, cometeu pênalti em Pedrozo. Pablo Escobar enfeitou na cobrança, bateu por cima e ajudou para o Santos chegar às oitavas.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos busca a reação depois de ser derrotado pelo Fluminense na estreia. A equipe da Baixada Santista pega o Coritiba, neste sábado, às 16h, na Vila Belmiro

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »

Copa da Itália 2016/17: Juventus vence a Lazio e conquista o título da competição

O primeiro já foi. Com mais uma grande atuação de Daniel Alves - autor do primeiro gol -, a Juventus venceu a Lazio por 2 a 0 em Roma, foi campeã da Copa da Itália e abriu o caminho para a inédita Tríplice Coroa em sua história. Os bianconeri estão muito próximos da conquista no Campeonato Italiano e ainda decidem a Liga dos Campeões no próximo dia 3 de junho com o Real Madrid. É o que falta para a Velha Senhora, dominante no Calcio. O título desta quarta é o seu terceiro seguido na competição e o 12º. O segundo maior vencedor do torneio é a Roma, com nove taças.

PRIMEIRO TEMPO: DOMÍNIO BIANCONERO


A Lazio tentou. Assustou com uma bola na trave de Baldé logo aos cinco minutos, mas foi só. Não ameaçou o gol de Neto na primeira etapa. E viu Strakosha se destacar com grandes defesas. Mas sucumbir diante da força do poderoso rival. O primeiro gol alvinegro saiu aos 11 minutos. Alex Sandro deu um senhor cruzamento da esquerda, e Dani Alves, na ponta direita, completou, de primeira, para o gol. O segundo saiu aos 24. Depois de cobrança de escanteio, Bonucci completou na pequena área e estufou as redes: 2 a 0.

SEGUNDO TEMPO: JUVE CAMPEÃ

Na segunda etapa, a Juve se esforçou em garantir o resultado. Impôs sua forte marcação e ainda teve as melhores chances nos contragolpes. Mas a cada finalização da Lazio, por mais inofensiva que fosse, Massimiliano Allegri surtava no banco. Cenas que simbolizam o quanto essa equipe preza pela segurança defensiva. Mas o mais próximo que os romanos estiveram do gol foi em chute cruzado de Felipe Anderson - que entrou na segunda etapa - e em cabeçada de Immobile. E só. Com tranquilidade, a Juve garantiu o resultado e levou a Copa da Itália pela 12º vez para sua sala de troféus.

O MONSTRO DANIEL ALVES

Ele está demais. Mais uma vez, foi decisivo em um jogo decisivo. O lateral brasileiro novamente foi escalado quase como um ponta direita. Barzagli ocupou o setor destro na defesa. Um indicativo do que deve vir na decisão da Liga dos Campeões. E, nessa posição, Dani Alves marcou o seu terceiro gol nos últimos cinco jogos pela Juve. Foi o sexto em 31 jogos na temporada. Ele chega ao 32º título na carreira do jogador na Europa. E ainda pode conquistar mais dois até o fim da temporada.

QUEM PARA A JUVE?

A Juventus é absoluta na Itália. E isso não é novidade há seis anos. A Velha Senhora conquistou o 12º título da Copa da Itália, o terceiro seguido. O tricampeonato consecutivo é algo inédito na história da competição. A equipe com mais taças depois da Juve é a Roma, com nove conquistas. Agora, a Juventus busca o seu sexto Scudetto seguido. E a inédita Tríplice Coroa. Nunca em sua história a equipe de Turim levou Copa da Itália, Campeonato Italiano e Liga dos Campeões na mesma temporada. No país do Calcio, só a Inter de Milão, em 2009/10, obteve tal feito. A Velha Senhora consegue?

O segundo título da possível Tríplice Coroa pode sair no próximo domingo. A Juventus recebe o Crotone, que luta para não cair, pela penúltima rodada do Campeonato Italiano. Uma vitória dá o sexto título seguido para a Velha Senhora. Mesmo se perder, a Juve pode ser campeã. Basta que Roma e Napoli também percam. O possível "Triplete" só sairá no dia 3 de junho, quando a Juve decide a Liga dos Campeões diante do Real Madrid, em Cardiff.

Fonte: globoesporte.com


Leia Mais »

Campeonato Brasileiro 2017: Coritiba goleia o Atlético-GO na estreia das equipes na competição

Na estreia do Campeonato Brasileiro, uma noite com o brilho de quem fez a primeira partida pelo time. O Coritiba venceu o Atlético-GO, nesta segunda-feira, por 4 a 1, no Couto Pereira, e contou com a estrela do meia Tomas Bastos, recém-chegado ao clube, para definir o placar.

O time da casa marcou com os atacantes Henrique Almeida e Neto Berola, no primeiro tempo. O visitante descontou com o atacante Walter, aos 21 do segundo, mas o Coritiba resolveu com dois de falta de Tomas, na etapa complementar.

Com a vitória, o Coritiba se une aos times que já têm três pontos na competição e fica, pelo saldo de gols, na 4ª colocação. O Atlético-GO, com três gols negativos, abre o Z-4, na 17ª posição.

Na segunda rodada, o Coritiba vai até a Vila Belmiro enfrentar o Santos, no próximo sábado, às 16h (horário de Brasília). No mesmo dia, o Atlético-GO recebe o Flamengo no Serra Dourada, às 19h.

O primeiro tempo foi marcado por gols do time da casa e lances contraditórios. Depois dos primeiros minutos de velocidade, com superioridade do Coritiba, o mandante se acomodou. Foi a vez de o Atlético-GO agitar a partida, obrigando o goleiro Wilson a fazer boas defesas. Aos 21 minutos, o zagueiro Ricardo Silva cortou a bola com o braço dentro da área, e o árbitro nada marcou. Mas em uma desatenção da defesa, aos 31 minutos, o atacante Henrique Almeida recebeu belo passe de Neto Berola e abriu o placar para o Coxa. Aos 34 minutos, em mais uma falha do goleiro Klever, foi a vez de Neto Berola ampliar. O Atlético-GO até reagiu e marcou, com Everaldo, aos 36, mas o bandeira anulou de forma equivocada.

O ritmo se manteve na etapa complementar. O Coritiba foi obrigado a fazer as três substituições por lesão, mas a entrada do meia Tomas Bastos, ainda no primeiro tempo, no lugar de Anderson, é que mudou a partida. Aos 17 minutos, o atacante Walter recebeu a bola dentro da área e diminuiu para os goianos. Depois, só deu Coxa. Tomas cobrou uma falta aos 20 e outra aos 25, e converteu nas duas para definir o placar de 4 a 1 para o time da casa.

Fonte: globoesporte.com
Leia Mais »