13 maio 2017

Copa Sul-Americana 2017: Corinthians vence novamente a Universidad de Chile e avança na Sul-Americana

É verdade que o título do Paulistão reafirmou a força do Corinthians, mas a facilidade com que o Timão conquistou a vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana dá ao torcedor a esperança de que há muito mais por vir na temporada. Nesta quarta-feira, em Santiago, o Alvinegro bateu a Universidad de Chile por 2 a 1 (já tinha vencido em Itaquera por 2 a 0) e confirmou a classificação.

Importante destacar que o triunfo foi construído por três dos principais pilares do time de Carille: Cássio, Rodriguinho e Jadson. Se o goleiro fez duas lindas defesas que evitaram um esboço de reação dos adversários, os dois meias mostraram o poder de desequilibrar uma partida que têm. Ambos foram os autores dos gols do Timão em Santiago.

O adversário do Corinthians na próxima fase da competição internacional ainda não está definido. Depende de sorteio a ser realizado depois que todos os classificados forem definidos, assim como os times que ficarem em terceiro lugar na fase de grupos e os dois clubes de melhor desempenho eliminados na primeira fase da Taça Libertadores (Olimpia-PAR e Junior Barranquilla-COL).

90 minutos

Duas faltas perigosas em menos de cinco minutos. E a falsa impressão de que a La U daria algum trabalho ao Corinthians. O Timão, aliás, foi perigoso primeiro. Jadson, aos 6 minutos, acertou chute na trave. Quando conseguiu chegar bem na frente, o time chileno parou em Cássio. O goleiro fez duas grandes defesas - uma em cabeçada de Mora e outra em chute de Ontivero. E aí apareceu a estrela de Rodriguinho. Em boa jogada individual, ele abriu o placar com belo gol.

A vantagem de três gols no agregado deixou a situação do Corinthians ainda mais tranquila. A La U precisaria de quatro gols para eliminar o rival brasileiro. Bem difícil. E ficou ainda mais depois que Jadson ampliou aos 10 minutos. Após boa jogada de Rodriguinho com Jô, o atacante rolou para o camisa 10 ampliar. A equipe chilena diminuiu com Mora, mas não em tempo de assustar. Com a classificação garantida, o Timão administrou a vantagem e aguardou o apito final.

Rodriguinho, mais uma vez, se destacou em um mata-mata. Todos os oitos gols que ele marcou na temporada foram em partidas eliminatórias (Caldense, Luverdense, Botafogo-SP, Universidade de Chile – 2 –, São Paulo e Ponte Preta – 2).

O garoto Léo Príncipe, que substituiu o suspenso Fagner e fazia apenas o seu sexto jogo na temporada, sentiu uma fisgada na coxa esquerda ainda no primeiro tempo e teve de ser substituído.

No próximo sábado, às 19h, o Timão faz sua estreia no Campeonato Brasileiro. O adversário será a Chapecoense, na arena em Itaquera.

Fonte: globoesporte.com

Nenhum comentário: