17 maio 2014

Copa do Brasil 2014: Santos vence e classifica-se para a sequencia da competição

O Santos entrou em campo nesta quinta-feira (15/05), na Vila Belmiro, com a vantagem de poder perder por até um gol de diferença para o modesto Princesa do Solimões, do Amazonas, para seguir adiante na Copa do Brasil. Abriu 2 a 0 e deu impressão de que iria golear facilmente. O time até criou para isso, mas o adversário amazonense vendeu caro a vaga. Diminuiu o placar duas vezes, e caiu de pé.

A vitória por 4 a 2 leva o Peixe à terceira fase, mas não abate a equipe do Norte, que deixou o gramado com o sentimento de dever cumprido. Os santistas, que haviam vencido o jogo de ida, em Manaus, por 2 a 1, enfrentarão o Londrina por uma vaga nas oitavas de final.

Gabriel, Cicinho e Thiago Ribeiro marcaram para o Peixe, além de Clayton He-Man, que marcou um gol contra bizarro. Michell e Deurick fizeram os de honra para o time visitante.

Eliminados da competição nacional, o time de Manacapuru faz o primeiro jogo da final do Campeonato Amazonense no domingo, contra o Nacional. Já o Santos, que não atua mais na Vila Belmiro até o fim da Copa do Mundo, volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. No mesmo dia, enfrenta o Atlético-MG, na Arena Pantanal, em Cuiabá, às 18h30.

Princesa sofre no início, mas faz o seu

Era de conhecimento geral em Manacapuru, a 68 quilômetros de Manaus, no Amazonas, a força do Santos em seu "reino". Em 2014, em 13 jogos na Vila Belmiro, havia vencido 11 e empatado outros dois. Por isso, ao chegarem ao estádio, os jogadores do Princesa de Solimões foram logo registrando a visita à terra do Rei Pelé: fotos das arquibancadas, da torcida e do campo.

Após o apito, porém, quem passeou foi o Santos. Bastaram 20 minutos para o placar apontar para 2 a 0, com gols de Gabriel (aos 18) e Cicinho (24). Valente, o time amazonense não permitiu que o Santos goleasse. Michell, aproveitando-se de um momento de relaxamento santista, fez 2 a 1 após boa jogada de Marinelson, aos 28, e criou esperança.

Mais três gols e classificação garantida

Acordado novamente, o Peixe acertou o travessão e fez mais um gol antes dos dez minutos do segundo tempo. Ou melhor, ganhou um gol. Porque, após bola cruzada por Lucas Lima, Clayton He-Man tentou tirar com a perna esquerda e viu a bola bater na direita e morrer no fundo do gol, aos 9. Bizarro! Quem pensou que era o fim do Tubarão do Norte, se enganou. O time insistia em não entregar de bandeja a vaga ao Peixe e chegou ao segundo gol, com Derick, aos 13.

Dali a alguns minutos, Thiago Ribeiro chutaria de fora da área e acabaria com o sonho amazonense na Copa do Brasil, ao definir o placar em 4 a 2, aos 25. Aí, sim, o Princesa do Solimões (que contou com a presença de seu torcedor símbolo) sucumbiu. E o Santos perdeu a chance de sair de campo com uma goleada bem maior. Gabriel, Lucas Lima e companhia criaram muitas chances, mas perderam.

No fim, He-Man ainda exigiu grande defesa de Aranha. O Princesa volta para casa orgulhoso do que fez, e o Santos cumpre a missão e segue atrás do bi da Copa do Brasil.

Nenhum comentário: