09 maio 2015

Campeonato Brasileiro 2015: Palmeiras estreia na competição com um empate diante do Atlético-MG

Os reservas do Atlético-MG venciam o Palmeiras até o último minuto, naquela que seria sua oitava vitória consecutiva sobre o rival paulista. Mas Rafael Marques, com raça e técnica, iniciou e completou a jogada de um gol salvador, aos 49 do segundo tempo. O placar de 2 a 2 na Arena Palmeiras, na noite deste sábado, acabou sendo o resultado mais justo na estreia das duas equipes no Campeonato Brasileiro.

Os titulares do Atlético-MG foram poupados para o jogo de volta contra o Internacional, quarta-feira, em Porto Alegre, pelas oitavas de final da Libertadores. Pela TV, eles viram seus reservas dominar o Palmeiras durante a maior parte do tempo. Um vacilo no fim permitiu ao Verdão arrancar o empate.

O autor do primeiro gol atleticano foi Patric, um velho carrasco palmeirense. Ano passado, atuando pelo Sport Recife, o lateral-direito fez o segundo gol da vitória do time pernambucano na inauguração da Arena do Verdão. O empate veio já aos 36, com Vitor Hugo, de cabeça. Jô, após belo passe de Josué, tornou a colocar o Atlético-MG em vantagem, aos 40. Rafael Marques deixou tudo igual aos 49, completando passe de Kelvin. O público foi de 28.781 torcedores, com renda de R$ 2.004.965,00.

Pelo Brasileirão, os dois times voltam a jogar no domingo. O Atlético-MG pega o Fluminense às 16h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, e o Palmeiras encara o Joinville, às 18h30, fora de casa. Antes, o Verdão joga na terça-feira, pela Copa do Brasil, contra o Sampaio Corrêa - deu empate em 1 a 1 no primeiro jogo.

O jogo

Os reservas do Atlético-MG mostraram que são muito melhores do que a grande maioria dos times que este novo Palmeiras enfrentou no Campeonato Paulista. Com uma proposta de marcação forte no meio-campo e saída rápida nos contra-ataques, o "Galo alternativo" teve as melhores chances de gol no primeiro tempo. Na melhor delas, Prass fez excelente defesa em finalização de Maicosuel, aos 28. O Palmeiras, sem um centroavante, mal conseguia prender a bola no ataque. A única boa conclusão a gol foi de Valdivia, de cabeça.

O gol do Atlético-MG saiu no início do segundo tempo, após uma sequência de três bons contra-ataques. Coube a Patric aparecer como homem-surpresa pela direita, aos 5, para bater cruzado e vencer Fernando Prass.

Pouco depois, Oswaldo de Oliveira trocou Valdivia por Egídio, levando Zé Roberto para o meio-campo. Na saída, o chileno ouviu algumas vaias. O empate palmeirense veio num escanteio, cobrado por Zé Roberto e finalizado com estilo por Vitor Hugo, de cabeça, aos 36.

O Verdão se lançou todo ao ataque na esperança de virar. Mas acabou levando o segundo, aos 40, com Jô completando assistência de Josué. Quando tudo parecia perdido para o Palmeiras, porém, Rafael Marques iniciou e finalizou a jogada do empate, já aos 49 minutos.

Fonte: globoesporte.com

Nenhum comentário: